Sunday, June 18, 2006

Professores das séries iniciais, o que pensam?

O que pensam os professores das séries iniciais...
A discussão sobre educação tecnológica com professores das séries iniciais, permitiu uma reflexão sobre o tema. Os professores que aceitaram o desafio tiveram um momento para relato de suas experiências, de repensar as suas práticas e até arriscaram um conceito para educação tecnológica.
Vou apresentar dois conceitos fornecidos pelas nossas entrevistadas, com concepções diferentes.
Um conceito de educação tecnológica
"A educação tecnológica é aquela que prepara um cidadão competente e crítico para todo o ambiente em que vive e não só para o trabalho em si. É uma educação que prepara para a vida, para tomar decisões, integrar conhecimentos. Prepara para agir e não só para reagir, planejar e não apenas executar. Para ter competência no trabalho e diante da vida como um todo.
A educação deve acompanhar o desenvolvimento das tecnologias, criticando e adaptando os conhecimentos às necessidades da produção, porém a educação técnico- profissional não deve permanecer a reboque do desenvolvimento tecnológico, mas procurar situar-se em posições de vanguarda face às mudanças e transformações que acontecem no mundo". (BASTOS).
Veja as concepções de educação tecnológica de duas das nossas entrevistadas.
Concepção da entrevistada 1.
Educação tecnológica: "Não seria as vezes, eu fico as vezes até floriando demais. Não seria aquela educação tecnológica assim, só a base da tecnologia... no computador o tempo todo, o professor é, é respondendo para os alunos através do, num é... É isso? Através do computador, passando email para os alunos dando respostas necessárias para os alunos. Os alunos que de repente, os alunos estão aí na busca, o professor tá respondendo pra eles né, o aluno tá... tipo estudando à distância, suponhamos ele está estudando à distância.Então ele tem um professor pra tá atendendo através do computador."
Concepção da entrevistada 4.
Educação tecnológica: "Olha, educação tecnológica eu acho que seria né, se nós tivéssemos conhecimento pra tá usando o que tem de novo aí."
Eu acho, por exemplo, o caso de quando eu comprei a minha máquina. Eu assentei e peguei o manual e li, entendeu? Eu acho tão mais simples hoje no dia a dia, aquele folheto que vem lá, eu achei muito satisfatório, não tive problema nenhum. Tinha dúvida, voltava lá no manual, entendeu? O manual que a fábrica oferece né?
Eu creio que no sentido geral e da tecnologia aí é esse questão da gente tá trabalhado com o aluno para que ele seja independente, para que ele tenha autonomia daqui pra frente, entendeu? Como usar a escova de dente, entendeu? Abrange a vida toda da pessoa.
Consolação.

Sunday, June 11, 2006

Trajetória da pesquisa

Para realizar nossas entrevistas foi necessário estabelecer um acordo com a escola, tendo em vista que o trabalho foi desenvolvido no horário de aula. Enquanto duas integrantes do grupo realizavam entrevistas, a outra deveria assumir a sala de aula, para que nossa presença não viesse a descontrolar as atividades normais da escola. Que loucura!! Fiquei quarenta minutos com uma turminha de primeira série. Não sabia o que fazer! Apenas fazia brincadeiras... ou seja, acho que não tenho a “técnica” para trabalhar com crianças.
Fiquei refletindo sobre a importância e responsabilidade da tarefa de educar. Professoras que se encontram em condições de trabalho inadequadas, além de questões relativas à valorização profissional e mesmo assim gostam do que fazem.
Através de nossas entrevistas, penso que disponibilizamos um tempo de reflexão para estas professoras, sobre questões que algumas delas ainda não haviam pensado.
Estamos na fase de transcrições e em breve faremos a análise dos dados. Vamos ver como chegar a uma definição sobre Educação Tecnológica!!
Mônica

Wednesday, May 17, 2006

Lendo sobre Educação Tecnológica

Curioso é que os autores que discutem a educação tecnológica se preocupam em definir primeiramente a dimensão da educação, depois a dimensão da tecnologia, posteriormente o "casamento" desses termos: educação tecnológica. Assim percebo que o conceito nasce de uma determinada concepção de educação e uma determinada concepção de tecnologia o que talvez tem se constituído no grande obstáculo para a definição do termo, dada a amplitude dos dois termos. Os estudiosos do CEFET-PR tem utilizado como referencial teórico a Teoria da Ação Comunicativa da Habermas. Seguiremos com as leituras, a fim de encontrarmos novas descobertas.
Leandra

Sobre tecnologia

Estando em processo de transcrição de uma das entrevistas, pude perceber no discurso da professora entrevistada a relação de semelhança que a mesma estabelece entre tecnologia e objetos, em especial o computador. Fiquei pensando que fazer análise dessa entrevistas será um grande desafio pra nós. Principalmente porque percebo que nós estudantes da educação tecnológica também centramos nossa discussão em objetos e recursos tecnológicos, como tenho observado nos blogs. Simone chamou atenção para a citação de Grinspun e concordo. Tenho me desafiado a refletir sobre a tecnologia sem pensar primeiro, nos produtos que ela oferece. Será que tem jeito?

Leandra

Sunday, May 07, 2006

Reflexões!!!

Cada vez mais novas tecnologias são introduzidas na vida do homem, transformando valores, modificando culturas e consequentemente criando novas concepções sobre seu papel social.
Nesse sentido, como educar de forma que os alunos sejam preparados, ou melhor, aprendam a lidar com essas tecnologias?
Há um discurso na literatura enfatizando-se que diante do contexto atual, frente às inúmeras transformações nos diversos campos sociais, seja na economia, na política, no trabalho, na cultura, relacionadas ao avanço científico - tecnológico, faz-se necessário que a prática educativa esteja direcionada à contextualização. Ou seja, há de se considerar as experiências advindas do cotidiano no processo educacional.
Como mudar a prática em sala de aula? Seria a contextualização que levaria os alunos a lidar com novas tecnologias???? Este discurso não está um pouco repetitivo ?? Então o que fazer? Como os professores pensam estas questões??
O que dizerrrrr???
Mônica

Monday, May 01, 2006

Pesquisa de campo

Colegas,
Como já foi dito pela Mônica, já iniciamos nosso trabalho de campo. A pesquisa de está sendo realizado com professores das séries inicias da E.E.Antônio Marinho de Ibirité, está sendo uma experiência muito interessante. Ouvir relatos de experiências, o que pensam, suas preocupacões e seus medos ... é dar uma volta ao passado, pois já fui educadora nas séries inicias.
Vejo que já começamos a compreender como percebem a educação, a tecnologia e a educação tecnológica no contexto atual.
Abraços,
Consolação.

Sunday, April 30, 2006

Iniciamos nosso trabalho de campo!

Oi pessoal!
Iniciamos nosso trabalho de campo na sexta-feira (28/04). Foram realizadas três entrevistas, as quais já suscitaram algumas reflexões!
Qual seria o papel conferido à educação frente ao desenvolvimento tecnológico? Como nossas entrevistadas percebem essa relação?
Estamos apenas iniciando nosso trabalho. Talvez consigamos ver ao final desta pesquisa posssíveis reflexões deste grupo acerca das implicações sociais do desenvolvimento tecnológico e suas relações com a educação.
Desta forma vamos caminhando em busca de compreender como professores das séries iniciais do ensino fundamental concebem a educação tecnológica.
Mônica Lana

Wednesday, April 19, 2006

Eu amo o que eu faço

Apresento-lhes alguns trechos marcantes na entrevista realizada com uma professora de 1a à 4a série. Como preocupei-me em transcreve-la na integra, desconsiderem nossos vícios de linguagem, ok?!

Sobre Educação:
Educação pra mim é tudo né não tem como você viver sem educação em todos os sentidos acho que a partir do momento que vc já tá no ventre vc já começa a ser educado né aí começa a partir daí e vários níveis né na educação É tem a educação lá fora né (riso) e educação aqui dentro né.


Sobre educação escolar e a sociedade tecnológica
(...) a gente vai caminhando mas à à passo de tartaruga né mesmo com tanta informação que a gente tem hoje né, tantos recursos e ainda hoje a educação eu vejo que ainda está muito a desejar.

(...) nós temos mais recursos mas ao mesmo tempo nós também temos dificuldade de tá usando esses recursos (...)

os alunos da gente eles trazem uma bagagem enorme muitas vezes a gente né... pra lidar com isso aí é meio complicado


Sobre tecnologia...

Bem tecnologia pra mim são os recursos que você utiliza né, na educação o giz, se você for analisar até é o giz é uma tecnologia... desde o mais simples até o mais sofisticado, né então.

O que falta em nós é saber lidar com tudo isso porque hoje recurso pra se trabalhar tem muito

Eu vejo em todos os sentidos tipo assim ó: a música, você vai trabalhar uma música vc tá usando né, o xerox, o mimeógrafo, televisão, vídeo tudo isso são tecnologia né.


Na sociedade, as redes, a globalização. Mas na escola...

vejo assim que não tem como você planejar você discutir, você se inteirar num grupo se você não tem esse espaço que é... De 15 em 15 dias você tem duas horas para reunir em duas horas se você for analisar não dá pra você falar nada, não dá pra você fazer nada.

(...) então acaba você trabalhando querendo ou não de uma certa forma individual né você não sabe? Não faz muita parte do grupo ce sente que o grupo fica distante né fica disperso.


Sobre o papel docente no contexto atual.

agora resta saber de todos os profissionais têm interesse, tempo pra estar aprendendo, pra ser capacitado a mexer com tudo aquilo porque recurso gente hoje vc vê que nós estamos ficando pra trás no sentido de, de nossos alunos eles têm várias informações e traz pra gente e quanto que a gente perde com isso então nós não podemos ficar pra trás

a arma que o professor tem nas mãos é muito grande e eu acredito a mudança a partir do momento que eu também reconheço que eu sou capaz né e a partir daí que eu vou construir... é... vou construir um novo mundo então eu vejo o professor como uma referencia muito grande pra tudo isso aí.



DIANTE DESSES INDICATIVOS, COLEGAS. ALGUÉM CONSEGUE IMAGINAR O QUE SEJA EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA PARA ESSA PROFESSORA?

Apropriação, alfabetização, aculturação, letramento...

Magda Soares coloca que a apropriação da leitura e da escrita incorpora as práticas sociais que a demandam, diferentemente da alfabetização, que diz respeito à aprendizagem da "tecnologia" do ler e escrever. Aqui pude entender porque a semelhança colocada pelo professor entre apropriação e alfabetização não me caiu bem, embora no momento não tivesse embasamento teórico. A mesma poeira paira nos meus pensamentos com relação à aculturação e letramento.

ENTREVISTA

Vejam as questões que elaboramos para entrevistar nossas professoras. Qual a opinião de vocês?

  1. Nome, formação, quanto anos atua na docência.

  2. O que você entende por educação?

  3. O que você entende por tecnologia?

  4. Na escola existem discussões sobre educação e tecnologia?

  5. Em quais momentos de sua história profissional você teve oportunidade de discutir sobre as tecnologias na sociedade.

  6. Você percebe a tecnologia presente em sua sala de aula? Se sim, de qual maneira?

  7. Como você interpreta a discussão que os PCNs realizam sobre as novas tecnologias?

  8. O que você entende por educação tecnológica?

  9. Você considera importante a presença de uma educação tecnológica nas séries iniciais?

  10. Como você acha que a educação tecnológica poderia acontecer nas séries iniciais do ensino fundamental?

  11. No contexto atual qual seria o papel do educador das séries iniciais?